domingo, 19 de julho de 2015

Ainda há boas notícias no mundo

O site da Vogue deu a notícia de que a linha "Multicolore monogram", da Louis Vuitton, vai ser descontinuada. Eu nem sabia que ainda havia pessoas a comprar este modelo, mas ainda bem que vai acabar em breve.
Não estão a ver o que é?
Vade retro!!!

Esta linha surgiu em 2003, no desfile de primavera da marca, e em muitas bancas de feiras por esse país fora, num formato contrafeito, como é óbvio. Infelizmente, as grandes marcas com logos ou monogramas emblemáticos estão sujeitas à sua cópia e reprodução em massa, de forma ilegal. Isto só contribui para que, depois, se crie uma repulsa perante certos modelos. Este em especial, que não consigo gostar de maneira nenhuma. Juro que só consigo pensar em carteiras com estrelinhas e silhuetas de flores às cores, estendidas no chão enquanto a ciganita grita às freguesas para que as comprem. Ó menina venha ver a carteira de marca!!!
Se não me engano, acho que a Dolce & Gabbanna chegou a descontinuar a sua linha D&G precisamente devido à contrafacção do logótipo. Consigo entender perfeitamente a posição das casas neste tema, porque se trata de roubo de propriedade intelectual, entre outras coisas mais graves. O que também não entendo é o que leva alguém a adquirir este tipo de produtos, sabendo de antemão que estão a comprar algo falso. Só me consigo lembrar de um episódio do Sexo e a Cidade em que a Samantha encontra um vendedor de carteiras Fendi falsas, e que a Carrie não consegue comprar nenhuma. Dizia que, ali, não pareciam tão Fendi. Talvez porque não eram, mesmo.
Comprar uma carteira falsa, deliberadamente, apenas para inglês ver que se exibe algo de determinada griffe é uma atitude tão reles, tão baixa e tão saloia que nem me consigo exprimir. Não entendo o culto da ostentação. Acho que quem faz destas comprar não ama a Moda, ama a exibição barata.

E quem ainda comenta por cima: "é tudo a mesma coisa"? Alguém me ajude...

Sem comentários:

Enviar um comentário