quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Bucket list sobre línguas estrangeiras

Hoje ouvi na rádio Comercial que era dia do tradutor. Não sou tradutora, mas estudo e irei trabalhar na área da comunicação (por favor). Como tal, as línguas estrangeiras são um ponto muito importante, no qual as próprias faculdades deveriam investir mais. Mas como os planos de estudo não dão a opção de aprender uma nova língua, resta-nos fazer esse investimento por nós próprios. Quando tiver possibilidades, é algo que terei todo o gosto de fazer.
O complicado é isto: qual língua é que eu quero aprender primeiro, mesmo? É que começo por dizer que gosto muito desta, depois daquela, a seguir da outra... E isto nunca mais acaba! Então, para me tentar orientar, aqui estão as línguas estrangeiras que eu, definitivamente, quero aprender um dia:
- Espanhol (nuestros hermanos não têm a mesma vontade em relação ao Português, mas pronto, eu faço o esforço);
- Francês (tive aulas no ensino básico, mas não deram muito resultado e queria reatar a relação);
- Italiano (está nas prioridades. Bello!);
- Grego (com a crise e o Syriza e o Varoufakis, ficou-me a curiosidade)
- Russo (ou então outra de leste, acho que são parecidas);
- Japonês (eu sei que o mandarim é que está mais em voga, mas fascina-me mais o Japão);
- Sueco (para aprender alguma nórdica e porque estou a ler a trilogia Millenium, além disso deve ser engraçado perceber os nomes dos móveis IKEA);

Haja tempo! E dinheiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário