quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Peço desculpa, com licença, posso voltar?


Bom ano!! (Até que altura de Janeiro é que ainda se pode desejar bom ano?) Aqui estou eu, de volta a este cantinho, a tentar voltar a escrever por diversão e, acima de tudo, por necessidade. Necessidade? Sim, isso mesmo. Dou em doida comigo mesma e com as reflexões que tenho interiormente e que sinto que preciso de partilhar. Penso sobre tudo: crise dos 20, a vida, femininismo, isto de (tentar) ser vegetariano, objectivos que quero alcançar, materialismo e sociedade de consumo, livros, cinema... E a lista continua. 
Portanto, acabo a pensar porque raio é que não tento partilhar todos estes pensamentos? Quem sabe alguém procura informação sobre isso e pode chegar até mim, pode ler e encontrar exactamente aquilo que precisa, naquele momento. Assim de cabeça já tenho algumas ideias que quero expor. Sem revelar grande coisa, posso dizer que são sobre o estilo de vida que estou a tentar alcançar, mais ético e sustentável. Quero falar sobre isto sem radicalismos, sem fundamentalismos e, acima de tudo, sem certezas absolutas de nada. A minha esperança é que alguém leia e consiga retirar algo dali, deixar um comentário, começar uma conversa! 

Conto convosco desse lado. Se me costumam acompanhar no Twitter, obrigada por estarem aqui, onde será possível lerem mais sobre aquilo que costumo ocupar os 140 caracteres. Se chegaram até aqui por acaso, sejam muito bem-vindos e deixem-se ficar, prometo-vos um lugar seguro e confortável.

Sem comentários:

Enviar um comentário