terça-feira, 5 de agosto de 2014

Rebaldaria Airlines

Há pouco deparei-me com este artigo do P3, no qual a cronista diz, muito espantada, que não pode seguir o seu sonho de uma manhã de ser hospedeira porque tem tatuagens visíveis. Depois, a medo, fui à secção dos comentários e felizmente parece que ainda há juízo por aí... Claro que não são permitidas tatuagens! Então a profissão de hospedeira é das que tem o dess code mais exigente, ou estará a menina esquecida das décadas de 60, em que até cintas eram exigidas às mulheres que trabalhavam no ramo, além da farda impecável e a carinha laroca?
Imaginemos o descalabro, hoje as tatuagens, amanhã uma unhaca de gel e assim se vai perdendo o charme da profissão, já para não falar da imagem que isso criaria na mente dos clientes. Os empregados são escolhidos de acordo com a identidade da organização, se não se enquadram, não são contratados. Ponto.
Não há paciência para as "vítimas" de preconceitozinho.

Sem comentários:

Enviar um comentário